sexta-feira, 22 de maio de 2015

Novena de Santa Úrsula - 25 de maio -- sexto dia

Casa da Família de Santa Úrsula 
6º Dia da Novena - 25.05.2015– Jovem rico
(Mc 10,17-27) – ler o Evangelho da Bíblia

Pobre jovem!  Quer chegar à perfeição, quer a santidade mas teme as dificuldades.  Seguir Jesus pelo caminho da santidade significa lutar, renunciar ao próprio eu, ao mundo, renunciar a tudo o que a nossa natureza ama e valoriza; e isso é difícil, isso dói, isso é um sacrifício.  Observamos aqui a luta entre a natureza e a graça — a natureza vence.  Que triste fim destes lindos desejos e aspirações!  Aquele jovem afasta-se de Jesus, porque prefere seus bens materiais e riqueza, porém a tristeza enche seu coração.  O mundo não pode dar a felicidade; quanto mais a buscarmos na terra, tanto menos a encontraremos. 
Oxalá, eu compreendesse aquilo o que esse jovem não quis compreender: a felicidade encontraremos somente ao lado de Jesus, seguindo os seus passos.(Med. VIII-16 c)


 É difícil para um rico entrar no reino dos céus.  Como são duras estas palavras, mas também elas deveriam ser para nós um incentivo para amarmos a pobreza.  O próprio Jesus era tão pobre; não tem onde reclinar a cabeça.  Ele é o nosso modelo, o conhecimento da Sua pobreza deveria nos apaixonar, nos encher de desejo dessa pobreza.  Quanto mais pobre, tanto melhor. 
Em espírito de obediência é preciso aceitar tudo o que recebo, mas alegrar-se quando sinto necessidade de algo, quando tenho algum incômodo, porque isso é graça, é felicidade!  De vez em quando é preciso fazer uma revisão das coisas que possuo, ver se não me sinto apegada a esta ou aquela coisa e depois - se não acumulo as coisas desnecessárias, que poderiam ficar muito bem na biblioteca ou no depósito comum.  Que a quantidade das coisas dadas a mim para o meu usoseja o menor possível; eu não deveria ter reservas de livros, cadernos, roupa...(...)Quanto mais pobre eu for, tanto mais perto do meu Jesus estarei.  Se me impuserem algumas exceções, obedecerei, mas aceitá-las-ei em espírito de penitência e humilhação - e me alegrarei quando novamente puder voltar à vida comum.  Que nunca sinta inveja daqueles que possuem mais, que usam de exceções, talvez ao contrário - olharei com santa inveja aqueles que vivendo a vida comum, são os mais pobres e necessitam menos. (Med. VIII-17a)
Para refletir:

1.      O mundo me apresenta o valor da pessoa de acordo com os bens aglomerados que ela possui? Quais as consequências disso na minha vida?
2.      Como repercute em mim, quando encontro um andarilho, ou uma pessoa que bate à minha porta pedindo ajuda?
3.      Quais são os meus desejos mais profundos?

Oração da Confiança ao Coração de Jesus pela intercessão de Santa Úrsula.

Ó Jesus, ao vosso Coração recomendamos este pedido (...). Olhai para ele.
Fazei o que o vosso Coração mandar. Permiti agir o vosso Coração.
O Jesus, conto convosco, confio em Vós e a Vós me entrego.
Ó Coração repleto de amor, toda a minha confiança ponho em Vós,
pois eu sozinho(a) sou capaz de todo mal, mas tudo espero de vossa bondade e amor.

Pelos merecimentos de nosso Senhor Jesus Cristo, aceitai, ó Deus
as orações levadas a Vós pela intercessão de Santa Úrsula,
a imitadora fiel das virtudes do Sagrado Coração de Vosso Filho,

e concedei-nos a graça que confiantes vos pedimos. Amém.

Sagrado Coração de Jesus, temos confiança em Vós.
Santa Úrsula, rogai por nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vocação à Vida Consagrada

Agosto... Mês Vocacional. Neste terceiro domingo de agosto, olhando o Sim e o serviço de Maria, com ela agradecemos o dom da vida religi...