sexta-feira, 22 de maio de 2015

Novena de Santa Úrsula - 23 de maio - quarto dia

 4º Dia da Novena - 23.05.2015 – Preocupação de Pedro com o João

(Jo 21,20-25) – ler o Evangelho da Bíblia

1.  Pedro segue a Jesus – ficou sabendo, embora sem ter compreendido totalmente, o que Jesus lhe predestinara no futuro, mas, ao seu lado vê o apóstolo, o qual pousava no coração de Jesus durante a última ceia e talvez por afeição para com quem estava junto dele fielmente e quem com ele corria até o sepulcro, com ele estava no mar, quer saber o que Jesus pretende fazer com este apóstolo.  “Senhor, e este?  Que será dele?”  Jesus lhe dá uma resposta que também (...) muitas vezes deveriam tomar ao coração: “Que te importa?”  (...)
É uma grande coisa não se meter nas coisas dos outros, se isto não for o nosso dever.  (...) Por que te incomodas com o que fazem os outros, por que espionar, por que te entregas a curiosidades inúteis, e com isto perdes a paz, inquietas a tua alma, afastando-te do trabalho tranquilo e sistemático sobre a própria vida?  Para que serve isto?  O que me dá? 
Tenho trabalho suficiente para comigo mesma, tantos assuntos a refletir, preciso tanto de estar unida com Deus, de ter esta santa paz, que encontro somente junto a Deus, com Deus e em Deus.  Se eu soubesse manter o meu pensamento junto a Ti, ó meu Jesus, e junto a minha obrigação, como seria tranquila e feliz!  Por que preocupar-me com os outros, ainda mais que isto não apenas não me ajuda à santidade, mas atrapalha.  E aos outros também nada ajuda, ao contrário, às vezes desperta a revolta na alma, até a vontade de contrariar, quando percebem que alguém inconvenientemente as vigia, cuida, mete-se no que não é de sua conta. 
Ó meu Jesus, crava o meu pensamento em Ti, à Tua cruz, à cruz das minhas obrigações, e que isto me baste – nada mais!
         2.  São Pedro quer saber o que será com João no futuro.  O amor para com o fiel companheiro desperta nele este interesse.  Mas Jesus nem isto considera.  Por que Pedro há de se perguntar pelo futuro?  Pois o futuro está nas mãos de Deus, nas mãos do nosso melhor Pai, por que, então, averiguá-lo com curiosidade?  Ele virá no seu tempo e trará o que Deus quer nos dar para o nosso bem. 
É uma grande paz, este confiança total em Deus.  Deixemos o futuro nas mãos do Senhor Jesus, Mestre, nosso Amigo. Ele não nos prejudicará, não nos preocupemos como será o nosso futuro, será o que Deus quiser, e isto será bom.  Tiremos fora do coração estas preocupações mordazes sobre o amanhã,“basta o dia de hoje com as suas misérias, o amanhã lembrar-se-á sozinho de si mesmo147.  Hoje passar um dia de modo divino, hoje trabalhar o meu interior, hoje cumprir melhor as minhas obrigações – é isto que devo desejar, com isso ocupar os meus pensamentos, mas os cuidados do amanhã deixar para o Senhor, porque Ele “tem os cuidados de vós148”.
Quantas vezes afligimo-nos com os pensamentos escuros, pressentimentos, temores sobre o futuro – o que será neste caso, o que será no outro caso... a pobre alma agita-se, inquieta-se, fica nervosa, mas depois Deus faz com que a situação tome outro rumo, tudo acontece de outra maneira, do que tínhamos temido, de modo que chegamos a dizer a nós mesmas: por que me preocupei tanto, por que tanta fadiga e esta inquietação prejudica tanto a minha alma?  Então, vale a pena expor a alma a vários desgostos, talvez até o pecado, por causa de suposições incertas? 
Jesus, o meu futuro entrego nas Tuas mãos e Te digo com a paz absoluta: “eis que venho, Senhor, fazer a Tua vontade” 149, mostre-me e eu servir-Te-ei fielmente sempre em toda parte” .
3.  São João confirma a verdade do Evangelho que escreveu e que nos transmitiu.  Ele viu, ele ouviu; pela verdade ele estava disposto entregar a vida. 
E eu?  Eu, ó Jesus, quero crer!  Terminando estas meditações sobre a Ressurreição do Senhor, direi: “Creio, creio que o Cristoressuscitou, creio que a sua Ressurreição é o melhor aval de sua divindade e de sua vitória sobre o demônio e sobre o pecado; creio que a Ressurreição é o penhor da minha ressurreição.  Ó Jesus, viver contigo no céu um dia, e por agora, como Tu, ó Senhor, trabalhar para merecer esta Ressurreição – trabalhar com humildade, com amor e carregando a cruz de cada dia silenciosa e alegremente – contigo e para Ti”.
(Med. III/IV – 67)
Para refletir:

1.      Como está a minha ocupação com os outros?
2.      Como está a minha preocupação com o amanhã?
3.      O que faço, concretamente, para viver bem o dia de hoje?

Oração da Confiança ao Coração de Jesus pela intercessão de Santa Úrsula.

Ó Jesus, ao vosso Coração recomendamos este pedido (...). Olhai para ele.
Fazei o que o vosso Coração mandar. Permiti agir o vosso Coração.
O Jesus, conto convosco, confio em Vós e a Vós me entrego.
Ó Coração repleto de amor, toda a minha confiança ponho em Vós,
pois eu sozinho(a) sou capaz de todo mal, mas tudo espero de vossa bondade e amor.

Pelos merecimentos de nosso Senhor Jesus Cristo, aceitai, ó Deus
as orações levadas a Vós pela intercessão de Santa Úrsula,
a imitadora fiel das virtudes do Sagrado Coração de Vosso Filho,
e concedei-nos a graça que confiantes vos pedimos. Amém.

Sagrado Coração de Jesus, temos confiança em Vós.
Santa Úrsula, rogai por nós.









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vocação à Vida Consagrada

Agosto... Mês Vocacional. Neste terceiro domingo de agosto, olhando o Sim e o serviço de Maria, com ela agradecemos o dom da vida religi...